quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Meu casamento - Parte 2: A escolha do vestido de noiva

Eu sou naturalmente uma pessoa indecisa, e eu sabia que seria muito difícil escolher meu vestido de noiva, até porque eu acho todos eles lindos!!!rsrsrs

Eu queria algo romântico, fluido, podia ter rendas, ou fitas, ou flores, qualquer coisa "fofa", porque eu tenho mania de usar babados e frufrus, e quem me conhece sabe muito bem disso, rsrs. Procurei muito na internet e em revistas de noivas, claro né, e separei alguns candidatos.

Eu sabia que não poderia comprar o vestido de noiva e nunca fiz questão disso, sempre pensei em alugar e também não estava fazendo muita questão de que fosse 1º aluguel não, desde que o vestido estivesse em ultra excelente estado, rsrsrs.

Logo de início gostei muito dos vestidos da Center Noivas (uma empresa de São Paulo) porque eram muito bonitos e não eram muito caros para aluguel. Entrei no site deles e pedi uma lista dos estabelecimentos no Rio de Janeiro onde eu pudesse encontrar esses vestidos e eles me enviaram os contatos por e-mail. O lugar mais próximo da minha casa era em Petrópolis e eu logicamente não perdi tempo e liguei para eles. Fui parar em uma lojinha pequena, mas linda, chamada Isa Drummond. As meninas que me atenderam foram muito fofas e mostraram tudo com muita simpatia e paciência. Lá eles têm vestidos da Nova Noiva, da Center Noivas e de Maria Helena Drummond, que é a estilista exclusiva deles, todos lindos! Na primeira vez em que estive lá eu experimentei poucos vestidos (porque estava com um pouco de pressa) e selecionei alguns. No dia seguinte minha sogra comentou que ela e meu sogro queriam me dar o aluguel do vestido de presente, eu aceitei e fiquei muito feliz e nós combinamos de voltar à loja para ver mais alguns modelos.

Minha sogra foi ótima, me deu excelentes dicas e ia selecionando alguns modelos enquanto eu os experimentava, de repente ela estava olhando o catálogo e falou: "Carol, você já experimentou esse aqui?" Era um vestido lindo da Center Noivas... um tomara que caia com a saia em camadas, bem delicado, com apliques de pedras e flores em renda. Achei lindo, mas até então eu tinha achado todos eles lindos, rsrs, pedi para experimentar e foi aí que a mágica aconteceu... pela primeira vez meu coração acelerou e eu fiquei dando gritinhos histéricos de "É esse!!! É esse!!!" 

Na foto ele parecia um pouco diferente, na loja eles tinham acrescentado uma alça em estilo frente única e eu particularmente amei, porque acho que vestido tomara que caia fica lindo nos outros, mas não combina comigo. Depois que eu provei o vestido completo com a anágua eu quase morri, parecia uma princesa, rsrs, e a cauda... lindaaaa!!!! Fiquei louca, queria aquele vestido! Fomos dar uma olhada nos valores, rsrs, e aí veio a parte chata, esse vestido seria de 2º aluguel, mas ele estava em perfeitíssimas condições, só que estava reservado e minha única opção seria fazer um 1º aluguel, porém o valor era muito discrepante e como seria um presente eu não podia abusar né.

Minha sogra e eu saímos de lá pensando um alguma outra opção e decidimos procurar no Rio no fim de semana seguinte. Fique angustiada por vários dias, porque queria muito aquele vestido, mas sabe quando Deus está no comando?! Eu tinha combinado de sair com minha sogra no sábado para procurarmos o vestido, mas na sexta feira pela manhã eu precisei ir ao mercado e passei em frente a uma loja de noivas muito tradicional aqui da minha cidade. A princípio eu torcia o nariz para os vestidos de lá, mas o responsável por um dos buffets que havíamos consultado tinha dito que a direção da loja mudou e eles estavam com vestidos lindos para aluguel. Reparei que na vitrine estava um vestido da Center Noivas, resolvi entrar e perguntar se eles trabalhavam com o catálogo completo, e para a minha surpresa e felicidade eles disseram que sim! Eu, espertinha, já tinha ido lá no site da Center Noivas e anotado o código do vestido que eu queria, mostrei para a menina que estava me atendendo e ela foi buscar o catálogo, ele estava na primeira página!!! Fiquei louca... e ele estava disponível para o dia do meu casamento!!! Seria 2º aluguel também, coincidência, rsrs, e o preço estava muito melhor, liguei para minha sogra e ela deu ok!!! Fechei o aluguel por R$ 1.200,00, incluindo alguns acessórios.

As fotos a seguir são do site da Center Noivas:

O vestido visto de frente

Detalhe da frente


 Detalhe da cauda

Optei por usar o vestido com alças, pois como já falei antes não acho que fico bem de tomara que caia. Na loja acrescentaram uma alça estilo frente única toda feita em pedras e pérolas acompanhando o modelo da tiara e do bracelete que eu escolhi. Usei ainda uma mantilha de duas camadas bordada com flores.
Gente, nem todas as fotos são oficiais tá?! Então não reparem na qualidade por favor!!!rsrs

Entrada da noiva

Visão da frente do vestido

Detalhe da cauda do vestido

Fim de festa!rsrs

No final das contas percebi que a única vantagem do 1º aluguel é que você vai usá-lo primeiro, rsrs, mas se você não liga para isso, o 2º aluguel também é uma excelente opção, sai mais barato (gente, sem brincadeira, saiu pela metade do preço do 1º aluguel) e se a loja for cuidadosa com os vestidos eles estarão em perfeitas condições, tanto quanto um vestido de 1º aluguel! Fica a dica!!!

No próximo post vou falar dos meus convites de casamento!

Até lá!

sábado, 20 de agosto de 2011

Meu casamento - Parte 1: Escolha do local e dos serviços de buffet e decoração

Quando estava procurando dicas para organizar meu casamento, eu até gostava de ler posts com informações técnicas a respeito dos vários assuntos envolvidos, mas o que eu realmente amava era ler posts sobre histórias reais! Ver fotos de casamentos de verdade e ler os comentários a respeito, tentando aprender com a experiência de outras noivas e usando suas idéias como inspiração.

Foi por isso que resolvi começar a escrever sobre o meu casamento e usar a experiência que tive para ajudar outras noivinhas, que assim como eu procuram nos blogs inspirações e dicas para realizar seu sonho. Vamos começar?!

Eu moro em um bairro chamado Piabetá! Ele fica no município de Magé, no Rio de Janeiro mesmo, rsrs, e fica bem pertinho de Petrópolis. Nos últimos 7 anos da minha vida eu morei em Niterói por conta da faculdade e do Mestrado, e no finalzinho de 2010 voltei para minha terra para organizar meu casamento.

Eu e o Estevão estamos juntos há bastante tempo e em novembro de 2010 escolhemos a data do nosso casamento, que seria no dia 26 de março, quando completaríamos 10 anos juntos, mas acabou acontecendo no dia 19 de março por conta de uma mudança repentina no local da cerimônia. Com relação ao local onde iríamos nos casar, a princípio queríamos que fosse em Niterói, porque até então estava tudo certo de que moraríamos lá, mas quis o destino que encontrássemos nosso apartamento em Piabetá mesmo, depois disso eu acabei passando para o Doutorado na UFRJ (bem mais perto) e ele foi transferido para trabalhar em Xerém, então tudo convergiu para que ficássemos aqui, pelo menos por enquanto, rsrs.

Decidimos que queríamos um casamento muito íntimo, para poucas pessoas, somente familiares e amigos mais próximos, fechamos uma lista com 100 convidados. Não queríamos festa com badalação, pois não faz nosso estilo e optamos por fazer uma cerimônia seguida de um coquetel. Resolvemos não casar em uma igreja, mas queríamos uma cerimônia religiosa, então decidimos por uma benção religiosa no mesmo local em que seria realizada a recepção.

Uma vez que o conceito estava definido em nossas cabeças, precisamos correr para encontrar profissionais que pudessem transformar nossas ideias em realidade. Nós só teríamos 5 meses para resolver tudo e nosso orçamento estava apertado, então estávamos procurando por bons serviços com preços acessíveis e isso não foi uma tarefa muito fácil.

A primeira coisa que procuramos foi pelo serviço de buffet e decoração, nós não contratamos cerimonialista, pois achamos que não seria necessário (grande erro, rsrsrs) então precisávamos de uma solução para coordenar todos os serviços. Acabamos descobrindo que alguns salões e serviços de buffet oferecem pacotes completos, alguns deles incluindo até foto e filmagem. Nós queríamos um que reunisse pelo menos buffet e decoração e encontramos serviços muito bons, mas alguns deles eram bem caros.

Não havíamos decidido ainda o local, só sabíamos que seria perto de casa. A princípio pensamos em Duque de Caxias, pois lá existem vários salões muito bons para casamento e ficaria fácil para o deslocamento da família e dos amigos, que em sua maioria viriam do Rio e de Piabetá. Procuramos muito por lá, mas não encontramos nenhum lugar que de fato combinasse com o que pretendíamos... não me entendam mal, vimos lugares lindos, mas estávamos a procura de um lugar pequeno e aconchegante e esse lugar ainda não tinha aparecido.

Visitamos um salão muito bom perto de Piabetá, e estava tudo certo de que seria lá... o preço do aluguel era justo e a infraestrutura era boa, mas era meio contramão para chegar lá. Deixamos em stand by e fomos procurar o serviço de buffet e decoração. Visitamos muitos serviços e acabamos escolhendo um que atendia bem às nossas necessidades e tinha um orçamento pelo qual podíamos pagar, o Buffet Fantasy, cuja responsável se chama Aline Klein. O serviço de buffet deles é ótimo, tudo de muita qualidade, uma delícia, e além do buffet eles ficariam responsáveis também pela decoração e já tinham um florista também à disposição, aliás o florista foi ótimo e fez verdadeiro milagre com as flores, rsrs, em um outro post sobre a decoração do casamento eu conto o porquê.

O único ponto negativo do serviço, mas isso é muito relativo, foi o fato de que por chegarmos lá em cima da hora a primeira equipe deles, que conta com a própria Aline no dia da festa, já estava reservada para outro evento no mesmo dia e ficaríamos com a segunda equipe. No que diz respeito à decoração e aos serviços de garçom, copa e cozinha eles foram impecáveis, mas na ausência de uma cerimonialista ou assessora, como no nosso caso, ter alguém com experiência no assunto para resolver alguns pepinos que podem ocorrer no dia é algo indispensável e a Aline meio que ajuda nessa parte, como ela não pôde ficar para o nosso casamento, tivemos alguns probleminhas durante a festa e ninguém sabia como resolver, nada que afetasse os convidados, mas que gerou um certo stress para os noivos, mas acontece né... agora eu aprendi, ter assessoria durante a festa é fundamental.

O buffet nos deu a ideia de outro local para realizar a festa e a cerimônia e nós gostamos, inclusive até fechamos o local, mas depois ficamos preocupados porque este salão é dividido em 2 ambientes, um maior e um menor, que na verdade é uma expansão e seria esse o local escolhido, e descobrimos que no dia do nosso casamento estaria acontecendo uma festa no salão maior e como queríamos fazer uma coisa muito reservada acabamos optando por voltar ao local original, mas  eles não tinham mais vagas para o dia que queríamos... fiquei desesperada, rsrs, mas como Deus nunca falha, rs, ele atendeu às minhas orações e preparou um lugar especial para nós, perto da casa onde meu marido morava, em Fragoso, no caminho para a serra Imperial de Petrópolis e bem ali, em uma rua escondidinha aos pés da serra estava uma casa linda, um sítio pequeno, com um belo gramado e um espaço coberto com telhas coloniais, simples e aconchegante, o Sítio Recanto da Fazenda. Foi meu sogro quem viu o lugar durante uma caminhada e falou com o Estevão, fomos até lá e conversamos com a dona do local, mas ela só tinha vaga para o dia 19 de março, checamos com o buffet e conseguimos fazer todas as mudanças para que o casamento fosse nesse dia. Local escolhido, buffet escolhido, decoração escolhida?! Claro que não, rsrsrs, isso demorou um pouquinho, e será assunto para um novo post, rsrs.

Para fechar o post de hoje vou dar alguns detalhes e valores dos serviços contratados para que vocês tenham uma ideia do quanto gastamos contratando o buffet e o local.

Local escolhido - Sítio Recanto da Fazenda - Aluguel para o sábado: R$ 750,00 por 5 horas de festa, porém o local foi liberado desde às 7:00 para começar a organização.
Neste valor estavam incluídos o local e um conjunto de 22 mesas e cadeiras de ferro comuns, acabamos não usando as cadeiras, pois alugamos outras por fora. Abaixo vou colocar algumas fotos que tiramos do sítio em uma das nossas visitas. Peço desculpas pela qualidade das fotos, mas a máquina não era minha e eu não estava conseguindo de jeito nenhum mexer com ela, rsrs.

Visão da casa e da lateral coberta

Visão do gramado dos fundos, com vista para a Serra de Petrópolis

Visão do gramado da frente e da área lateral coberta

Visão da área dos fundos com piscina e churrasqueira 

Parte interna da área coberta 

 Gramado da frente e casa vistos de dentro da área coberta

A ideia original era fazer a cerimônia no gramado e a recepção na área coberta, mas como março é o mês das águas e tinha chuva anunciada para o fim de semana do nosso casamento, optamos por não arriscar. No final das contas nem choveu.

Os telefones do sítio Recanto da Fazenda são estes aqui 3655-3308, 7576-6727, 9296-2891, 8666-2773, e o nome da proprietária é Eulina Gomes.

Com relação ao buffet, escolhemos não fazer jantar, e sim um coquetel. A proposta da Aline foi servir um coquetel completo.

1) Inicialmente foram servidos salgados variados (fritos, assados e folheados), uma média de 20 por convidado;

2) A seguir foram servidas as entradas: torteletes de palmito, canudinhos recheados com pasta de frango, e tábua de frios (1 tábua por mesa) composta além dos frios por mousse salgada com torradas, e ovos de codorna com molho rosé. Achei muito legal essa ideia da tábua de frios individual para cada mesa, muito mais elegante e os convidados adoraram.

  Essa foto é de outro casamento que a Aline fez, mas a tábua de frios do meu foi igual

3) Depois das entradas foram servidas 2 opções de mini jantar. Nós optamos por 2 pratos quentes: Salada quente de bacalhau e penne ao molho de camarão. Uma delícia!!!

4) Como sobremesas foram servidos o bolo (simplesmente perfeito) e doces finos. No lounge a Aline colocou ainda uma cascata de chocolate com frutas. Foram feitos 2 bolos, um de 3 andares, e um menor para corte. No final da festa o bolo de 3 andares não foi nem tocado e nós trouxemos ele inteirinho para casa, rsrs.

O bolo

Os doces

A cascata

No buffet estavam incluídos o bolo e 400 doces finos, além da cascata de chocolate, mas uma das minhas irmãs, a Flávia, tem um restaurante/lanchonete em Cabo Frio e nas horas vagas trabalha com buffet e me deu ainda de presente mais alguns doces fondados de nozes e bombons recheados com doce de leite, além dos bem-casados que estavam simplesmente divinos, tudo feito por ela mesma, que é super talentosa.


Os docinhos de nozes da minha irmã Flávia

Os bem-casados da Flávia

5) Não servimos bebidas alcoólicas, somente refrigerante, sucos e aguá com e sem gás, tudo incluído no buffet.

Vamos falar então dos valores, o contrato fechado com o buffet incluía:
> Todo o serviço de buffet já mencionado;
> Serviço de apoio composto por: 4 garçons, 1 auxiliar de cozinha, 1 copeiro, 1 recepcionista e 1 porteiro;
> Todo o mobiliário utilizado na decoração com exceção das mesas e cadeiras dos convidados;
> Louça completa;
> Tampos redondos de madeira para as mesas dos convidados;
> Toalhas para as mesas;
> Decoração completa com exceção das flores e pontos de luz.

Isso tudo nos custou R$ 4.000,00. Achamos que o preço foi muito bom!

Se alguém se interessar e quiser o contato do sítio ou do buffet é só me mandar um e-mail que eu passo, ok?! A Aline atende a outros municípios, inclusive ao município do Rio de Janeiro.

No próximo post vou contar sobre meu próximo passo... a escolha do vestido de noiva!!!

Até lá!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Mini weddings!!!


Vocês noivinhas já ouviram falar em mini weddings?! A primeira vez que ouvi esse termo minha cabeça logo imaginou um casamento bem pequenininho, rsrs, sabe aquelas imaginações tipo O Fantástico Mundo de Bob?!rsrs... mas agora falando sério, comecei a ler muito sobre o assunto pouco antes do meu casamento e desde então virei super fã.

mini


Não existe apenas uma definição para o conceito, mas a ideia principal gira em torno de um casamento mais íntimo, com poucos convidados, geralmente só a família e amigos muito próximos. A quantidade de convidados é relativa, pois eu conheço pessoas que têm 12 tios de 1º grau, e cada um desses tios têm de 2 a 3 filhos, e a família é muito unida... então nesse caso seria difícil convidar 50 pessoas para o casamento, mas em geral um mini wedding não ultrapassa o número de 100 convidados.

Por ser uma comemoração mais íntima o mini wedding pode ser uma excelente opção para as noivinhas que pretendem economizar com o casamento, porém é preciso levar em consideração que isso depende (e muuuuuito) do tipo de serviço contratado.

Alguns dias atrás achei uma matéria no canal Delas, do ig, cujo título era: "Mini weddings: casamentos para menos de 100 são mais econômicos". Achei que seria perfeito para servir como inspiração para o post de hoje, e de certa forma foi, rsrs, pois eu descobri que economia é uma coisa muito relativa...

Logo no início do texto havia um relato de uma noiva que teve um mini wedding com tudo que qualquer outro casamento teria direito: bolo de 3 andares, vestido de noiva, decoração sofisticada, e por aí vai... e segundo a matéria a noiva teria economizado bastante, gastando R$ 14.000,00 em um casamento para 50 pessoas!!!!!!!!!!!!!! Meu primeiro pensamento na hora foi: "Ok! Como um casamento para 50 pessoas pode custar R$ 14.000,00???" A resposta veio logo a seguir... de acordo com a própria noiva, ela preferiu utilizar seu orçamento e fazer algo melhor para poucas pessoas do que uma coisa simples para muitos. Aí eu pensei: "Mas ainda assim!!! R$ 14.000,00 para 50 pessoas é muito, alguma coisa não está certa!!!" Mais uma vez veio a resposta... uma especialista no assunto chamou atenção para o fato de que  a economia nesse caso foi menos significativa, pois um número menor de convidados não altera o valor de alguns serviços como fotografia e filmagem (que por sinal costumam ser bem caros), mas faz diferença no orçamento de buffet e decoração, que representam boa parte dos gastos.

Fiquei pensando sobre isso e percebi que fazia muito sentido... tudo irá depender do serviço contratado.   Mas, não se desesperem!!! Se você não tem R$ 14.000,00 isso não significa que você não pode ter um casamento com tudo a que se tem direito e eu mesma sou prova vivíssima disso. Meu casamento também foi um mini wedding e quando fechei os contratos eu nem sabia que existia essa definição, conseguimos montar um casamento para 100 pessoas gastando menos de R$ 10.000,00, incluindo todos os gastos... alguns serviços foram muito bons e com um preço ótimo, como o buffet e o local, por exemplo, outros serviços deixaram um pouco a desejar... aos poucos vou contando a história toda para vocês.

Meus acertos e meus erros durante a organização do casamento me deram uma visão diferenciada das coisas, e acho que se meu casamento fosse hoje eu faria uma abordagem diferente para alguns serviços, mas com certeza continuaria com o estilo mini wedding!!! Acho super charmoso!! E estou cheia de idéias para compartilhar com vocês sobre o tema!!!

Então aguardem os próximos posts!!!

Até lá!!!

Foto: Monica Zambon

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Tipos de cerimônia

No último post comecei a falar sobre o início dos preparativos para um casamento e hoje vou falar sobre uma escolha muito importante: A escolha do tipo de cerimônia.

Acima de qualquer coisa a cerimônia escolhida deve refletir ao máximo as características e desejos dos noivos, as pessoas precisam chegar ao local e dizer: "Nossa! Essa cerimônia está a cara dos noivos!". Pode parecer simples, mas muitos detalhes estão envolvidos na escolha da cerimônia de casamento, inclusive o orçamento.

Cerimônia Civil

Esta cerimônia é obrigatória para todos aqueles que desejam casar-se legalmente e na maioria das vezes é realizada no cartório, porém se desejarem os noivos podem solicitar que o juiz de paz vá até o local da recepção para realizar a cerimônia. Nesse caso é necessário pagar uma taxa extra. Casamentos realizados na Igreja Católica já têm a validade de um casamento no cartório, pois o livro de registro é levado para a igreja no dia da cerimônia, mas para isso também é necessário dar entrada no processo de casamento civil e pagar todas as taxas envolvidas.



Cerimônia Religiosa

Se seu grande sonho é fazer uma cerimônia religiosa a primeira coisa que você deve se perguntar é: "Em que igreja?". Algumas igrejas bastante badaladas têm filas de espera muito longas que podem chegar a ultrapassar 1 ano, além disso, algumas exigem um investimento financeiro maior, nada exorbitante, mas que pode pesar no orçamento se este estiver meio apertado. Na minha opinião, se você já faz parte de alguma comunidade religiosa e já frequenta alguma igreja vale muito mais a pena fazer sua cerimônia lá, pois além de ser um ambiente que já está intimamente relacionado com você, é comum conseguir ajuda dos membros da igreja na hora de organizar os preparativos.

Se os noivos são de religiões diferentes e não chegaram a um acordo a respeito de que igreja será escolhida para celebrar o casamento, é possível optar por uma bênção religiosa no próprio local onde será realizada a recepção. Isso aconteceu comigo... nós fizemos uma cerimônia desse tipo, que foi celebrada por um bispo amigo do meu sogro e foi lindo. Esta opção é válida também para casais da mesma religião, mas que gostariam de realizar a cerimônia religiosa e a festa no mesmo lugar.



Cerimônia Simbólica

Você já ouviu falar em cerimônia de casamento simbólica? Não?! Pois eu também não sabia que esse tipo de cerimônia existia até muito pouco tempo atrás. Na verdade este tipo de cerimônia é mais informal e mais festiva, pois não tem valor religioso.

Esta cerimônia é indicada para aqueles casais que querem comemorar sua união, porém não são religiosos, e em geral os celebrantes são amigos do casal, que durante a cerimônia falam a respeito dos noivos e por fim desejam votos de felicidades à eles.

Vocês lembram da atriz Larissa Maciel? Ela foi a protagonista da minissérie Maysa e também fez a Felícia em Passione. Então... quando ela se casou em 2009 com o administrador de empresas André Surkamp em Porto Alegre a cerimônia foi celebrada por um grande amigo seu.



Mais uma vez eu reforço que o mais importante é que a cerimônia reflita o estilo dos noivos! Então escolha seu tipo preferido e curta muito esse momento, porque ele é único na vida!

No próximo post vamos falar sobre mini weddings!!!

Até lá!!!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Quando tudo começa...

Hoje vou falar sobre o início de tudo, ou seja, quando você passa da condição de namorada para a condição de noiva desesperada feliz!rs

Na verdade, o que marca o início dos preparativos para o casamento é muito relativo e depende muito da personalidade dos noivos. Conheço pessoas que estão noivas há anos e ainda nem pensaram na data do casamento e pessoas que nunca "noivaram oficialmente" e foram direto para os preparativos do casório.

O mais comum é que os preparativos comecem 1 ano antes, mas isso não é uma regra absoluta, tem suas vantagens, mas nem todo mundo precisa fazer assim. Eu mesma só tive 5 meses para preparar tudo! Mas, se você puder pensar nos detalhes com antecedência com certeza terá mais tempo para se organizar e poderá resolver tudo com mais calma.

Geralmente se começa pela data, porém isso está diretamente relacionado com a escolha do local da festa e da cerimônia, já que muitas igrejas têm filas de espera de meses... o mais seguro seria escolher um mês e a partir daí começar a avaliar as opções. No meu caso, por exemplo, estava tudo certo para que o casamento fosse realizado no dia 25 de março, local escolhido, contrato fechado com o buffet... porém nós decidimos mudar o local onde a princípio faríamos a celebração da cerimônia e a recepção e o novo  local escolhido só tinha vaga para o dia 19 de março ou na primeira semana de abril... ligamos para o serviço de buffet e checamos se poderia ser no dia 19 e para nossa felicidade ele estava disponível.

Um fator importante na escolha da data é o fato de que o preço das coisas muda conforme a época do ano, sendo assim, as noivinhas que querem economizar devem fugir do mês de maio, que é muito concorrido  e faz os preços ficarem mais salgados.

Antes de acertar o local, a decoração e os outros serviços envolvidos, você precisa ter pelo menos uma ideia de que tipo de cerimônia e recepção você pretende fazer... isso ajuda na hora de direcionar a busca por igrejas e salões de festa e também pelos serviços de buffet e decoração.

O orçamento para o casamento deve ser estabelecido o quanto antes, pois a grande maioria dos serviços exige quitação dos valores até o dia do casamento e se você pretende parcelar seus gastos, quanto antes você fechar os contratos, mas tempo terá para pagar e consequentemente o valor das parcelas será menor. Mas não se iluda! É necessário calcular um valor aproximado para investir no casamento antes de fechar qualquer negócio para evitar endividamentos futuros, para isso é preciso definir quem paga o quê, e quanto pode pagar.

Para aquelas noivinhas que têm um dinheirinho sobrando e pretendem contratar uma assessoria de casamento, é possível fazer isto com bastante antecedência, por exemplo 1 ano antes, e para aquelas que não têm tanta verba disponível, mas querem a assessoria, existe a possibilidade de contratar o serviço somente para o dia do evento. Em breve teremos um post para falar só sobre isso.

O fato é que uma vez que se decide casar, o ideal é começar a pôr a mão na massa imediatamente e pesquisar bastante antes de fechar os contratos, garantindo assim bons serviços por preços justos.

No próximo post vamos falar mais detalhadamente sobre a escolha do tipo de cerimônia e da festa, e dar dicas de como encaixar grandes sonhos em um orçamento não tão grande assim!rs

Por hoje é isso!
Até o próximo post!!

Apresentação

Esta é a postagem inaugural do blog Sposata! Então vou falar um pouquinho sobre mim e de onde partiu a ideia para criá-lo.

Meu nome é Maria Carolina, tenho 25 anos e me casei no dia 19 de março de 2011! Portanto já estou casada, ou sposata, se estivesse na Itália, rsrsrs. Aliás, o nome do blog não foi escolhido à toa, além do óbvio, por eu estar casada, escolhi o italiano porque sou uma legítima descendente de italianos e tenho muito orgulho das minhas origens, além disso achei que o nome ficou simples e sofisticado e é essa a ideia que gostaria de passar a respeito dos casamentos, mostrar que é possível sim ter um casamento simples, porém sofisticado e o melhor de tudo, sem gastar muito.

Planejei e preparei meu casamento em tempo record! Fiz tudinho em 5 meses! Mas alguém pode falar: "Ah, 5 meses nem é tão pouco tempo assim!"... Ok, eu concordo, mas tenta fazer isso terminando uma dissertação de Mestrado e tentando se preparar para fazer a seleção para o Doutorado! Aí a coisa fica feia, rsrs, mas eu sou uma prova viva de que é possível!

Eu e o Estevão (meu maridão!!!) estamos juntos há bastante tempo, 10 anos! Quando nos conhecemos eu ia fazer 15 anos e ele tinha 18, eu estava entrando no Ensino Médio e ele tinha acabado de sair, aí vieram faculdade, especializações, cursos, pós-graduação, e quando decidimos começar a falar sério sobre casamento parecia que havia sempre mais alguma coisa, rsrs, até que em novembro de 2010 batemos o martelo: Tinha que ser em 2011! As opções seriam março ou julho, mas a verdade é que já estávamos cansados de esperar e decidimos marcar para março. Mas como já mencionei antes eu teria que fazer em 5 meses o que geralmente se leva 1 ano, e estava bastante atarefada com o trabalho e a vida acadêmica... todo mundo me chamou de louca, mas isso foi só um detalhe, eu queria casar em março e casei! E eu gostei tanto da experiência (apesar de algumas pedrinhas que precisei remover ao longo do caminho, rsrs), que mesmo depois de casada não consegui me desligar desse universo casamenteiro e muita gente começou a me pedir dicas. Um dia meu marido deu uma olhada no computador e viu a quantidade de arquivos que eu tinha armazenado sobre o assunto, e comentou: "Amor, por que você não cria um blog?!" ... a verdade é que meus olhinhos brilharam e depois de pensar muito sobre a ideia, aqui está o resultado!

Nem de longe nós estávamos nadando no dinheiro para fazer um casamento de muitas cifras e não queríamos que nossos pais ficassem responsáveis por tudo, e mesmo que quiséssemos eles também não teriam condições para isso, mas realizamos nosso sonho, e foi lindo!!! E a partir de agora vou usar tudo o que aprendi para ajudar as noivinhas de plantão!

Meu objetivo com o Sposata! é compartilhar minhas experiências sobre casamento. Não só sobre a vida pré-cerimônia, mas também sobre o que acontece depois.

Sejam bem vindos e sintam-se à vontade para comentar e compartilhar suas idéias e experiências conosco!!