terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Flores em garrafinhas de vidro suspensas!

Olá meninas, tudo bem?
Já falei algumas vezes aqui no blog sobre o reaproveitamento de garrafinhas e vidrinhos de conserva e seu uso na decoração. O que eu vejo de mais comum é encontrá-los compondo centros de mesa ou arranjos das messas principais, porém eles podem ser usados de outras maneiras. Vejam só as fotos a seguir e observem que além de centros de mesa, as garrafinhas de vidro podem compor uma linda decoração suspensa (amo muito)!!!

Flowers in hanging glass bottles

O melhor de tudo é que além de linda é barata, essa decoração é super fácil de fazer!!! Vocês podem usar essa ideia para um casamento, chá de panela, noivado, ou qualquer outra ocasião especial, tipo um almoço ou jantar bacana!!!

E aí, gostaram?! Mais ideias de como usar as garrafinhas e vidrinhos de conserva aqui, aqui, aqui, e aqui.

Bjs e até o próximo post!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Um tapete de pétalas de rosas...

Quando eu comecei a pensar na minha cerimônia meu casamento uma coisa eu tinha certeza, não queria abrir mão do tradicional tapete vermelho!!! Existem noivas, porém, que gostam de inovar e trocam o tapete vermelho por outras opções, algumas delas bem interessantes, como esta aqui, por exemplo, onde o tapete de tecido deu lugar a um lindo tapete de pétalas de rosas! Ficou muito original e romântico!


Essas pétalas são facilmente encontradas em mercados de flores e até mesmo em floriculturas, e em geral são bem baratas, então além de bonita é também uma opção que não vai pesar no orçamento.

E aí, o que acharam?!

Bjins!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Um centro de mesa daqueles que a gente pode fazer em casa!!!

A dica de hoje é para as meninas que pretendem investir em uma decoração "DIY" e desejam montar seus próprios arranjos de centro de mesa, e o melhor, gastando pouco!

Reparem na foto a seguir:


Rosas brancas, cravos e pequenas margaridas foram organizadas de forma natural e até mesmo displicente em vasos de vidro transparentes com um pouco de água. Folhagens diversas foram utilizadas para completar os arranjos. Essa é uma dica bem bacana para quem quer economizar! Invistam em folhagens, pois elas ajudam a criar um efeito de volume e são bem mais baratas que as flores, já falei sobre isso aqui. Copinhos com pequenas velas e gaiolinhas de ferro ajudaram a compor o visual, perfeito para um casamento durante o dia. Para fazer contraste com o branco foram utilizadas toalhas de mesa azuis, simples e lindo, do jeito que a gente gosta, não é mesmo?!

E aí, alguém gostou da ideia?! Que tal tentar no seu casamento?!

Beijinhos e até o próximo post! 

sábado, 21 de janeiro de 2012

Como economizar com as flores no casamento?!

Antes de mais nada quero me desculpar por todos esses dias sem postar, culpa da internet...

Enfim, agora que estou de volta resolvi conversar um pouquinho com vocês sobre um item muito importante em qualquer decoração de casamento e que também costuma pesar bastante no orçamento, as flores! Como eu passei por isso a menos de 1 ano e foi bem dramático, rsrs, resolvi compartilhar algumas experiências com vocês e dar algumas dicas, coisas pelas quais eu passei e outras dicas bem bacanas que eu achei no Martha Stewart Weddings. Vamos começar?

1. Prefira as flores da estação

Isso é muito importante, de verdade mesmo. Além de ficarem mais bonitas, as flores custam bem menos quando compradas durante a estação apropriada de florescimento. Existem diversas listas na internet com a relação das flores mais facilmente encontradas em cada estação do ano, esta aqui eu tirei do Casamento Click:

Flores do verão (dezembro a março): rosas, flor-de-lis, gérbera, amarílis, bromélia, bico-de-papagaio, flores e folhagens tropicais, astromélias, orquídeas phaleanopsis (o modelo branco, que existe também na versão pink), lírios de todas as cores, callas, antúrios, cravos e cravíneas.

Flores do outono (março a junho): gérbera, hortência, flor-de-maio, azaléia, rabo-de-gato, margaridinha, begônia, bauinia, paineira, espatódea, jasmim do cabo, bico de papagaio, quaresmeira e buganvília. 

Flores do inverno (junho a setembro): lupino, lírio-da-Paz, orquídea, flor-de-sino, begônia, prímula, azulzinha, amor-perfeito.

Flores da primavera (setembro a dezembro): gérbera, violeta, narciso, petúnia, bromélia, lírios, lisiantus, boca-de-leão, crisântemo, entre outras.

Uma outra dica relacionada a isso é evitar marcar o casamento próximo a datas comemorativas como o Dia das Mães e o Dia dos Namorados, pois próximo a estas datas os preços das flores tendem a subir. No mês de maio, de um modo geral, todo casamento fica mais caro por ser o mês das noivas.

2. Guarde o melhor para você

Se você deseja muito ter um tipo específico de flor no seu casamento, mas seu orçamento não permite incluí-la na decoração, que tal usá-la no seu buquê?! Dessa forma é possível incorporar flores mais caras e/ou raras no dia do casamento, sem comprometer o orçamento, além disso é uma maneira de deixar seu buquê de noiva ainda mais especial.

3. Disfarce as flores mais baratas

Esta dica é bem interessante. É possível dar um ar mais elegante e sofisticado a flores mais baratas como cravos e crisântemos, pois quando estas flores são amarradas em grupos de 4 ou 5 elas ganham um aspecto parecido a peônias e dahlias.

4. Invista em folhagens

Se você gosta da exuberância da vegetação, use flores esparsas, e encha os arranjos com folhagens bonitas, que são baratas mas muito elegantes.

Eu lancei mão desse recurso na decoração do meu casamento, usei bastante murta nos arranjos da cerimônia, aluguei buchinhos e bambus para auxiliar na decoração, usei também um arranjo composto só por uma folhagem chamada imbira, super barata, mas muito imponente, e aproveitei o ambiente em que o casamento foi realizado por já contar naturalmente com muitas plantas, o que ajudou a complementar a decoração.

Observem as fotos a seguir:

Nos arranjos da cerimônia nós utilizamos bastante murta, além de rosas bem abertas e chuva-de-prata para deixa-lo volumoso.


As mesas do bolo e dos doces foram estrategicamente posicionadas de frente para o jardim, de forma a criar um efeito de continuidade entre os arranjos e a vegetação natural do local. Não usei arranjos muito volumosos, optei por vasos grandes com buquês de flores, lírios e astromélias, e na mesa do meio, atrás do bolo, um vaso alto com folhas de imbira, que é uma folhagem barata e cria um efeito de volume. Como eu amo decoração suspensa pedi que fossem pendurados no teto alguns vasinhos com chuva de prata e mini crisântemos. Completamos a decoração com alguns buchinhos e 2 bambus mossô, que foram alugados por R$ 8,00 e 12,00 cada, respectivamente.

    
Se quiser ver mais detalhes sobre a decoração do meu casamento e dos gastos com as flores é só clicar aqui.

5. Invista em pontos focais

Este é um truque muitas vezes utilizado pelos floristas. Coloque, por exemplo, um grande arranjo no bar e outro grande arranjo em uma mesa de localização central. Ao criar estes dois pontos que atraem a atenção é possível utilizar centros de mesa menores nos demais locais.

6. Recicle os buquês das madrinhas

Se você optou por madrinhas no estilo "bridesmaids" e elas vão usar buquês, que tal reaproveitá-los após a cerimônia como centros de mesa na recepção?! Peça ao florista para prepará-los no tamanho adequado.

Usem a criatividade para alternar entra elementos florais e não-florais na decoração, como velas, por exemplo. Nos centros de distribuição, como a CADEG no Rio e o CEAGESP em São Paulo é possível comprar grandes sacos com folhas e pétalas de flores, que saem por um excelente preço e podem ajudar a compor a decoração sendo espalhadas sobre as mesas do bolo, dos doces e até mesmo dos convidados, por que não?! 

Espero que estas dicas possam ajudá-las a economizar com as flores! 

Beijinhos e até o próximo post! 

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Embalagens para cupcakes (Downloads)!

Os cupcakes são uma febre! Mas quem não iria se apaixonar por esses bolinhos fofos e deliciosos recheados com os mais diversos sabores e com coberturas tão lindas que parecem até de mentira?! O visual é muito importante quando o assunto é cupcake e existem várias maneiras de incrementar a apresentação. Que tal esta ideia super original de embalagem sugerida pelo Funkytime?!

DIY Cup Cake Liners

Quer saber como fazer estas lindas embalagens? Então siga esse passo-a-passo:

1. Escolha a estampa de sua preferência. O Funkytime disponibilizou alguns modelos para download.

2. Faça a impressão em papel tamanho carta.

3. Corte o papel no formato de um quadrado grande.

4. Pegue um copo e embrulhe o papel ao seu redor. Depois de dar o formato do copo ao papel, retire o copo.

5. Para evitar que o cupcake grude, corte um pequeno quadrado de papel manteiga e o coloque entre o cupcake e a embalagem.


6. Finalize amarrando a embalagem com fitas ou cordões bem bonitinhos!!!




Mas se você prefere uma decoração mais tradicional para os seus cupcakes, pode fazer o download destes modelinhos lindos de cupcake wrappers também disponibilizados pelo Funktime. Depois é só imprimir, recortar e usar!


Eu amo cupcakes, ainda mais com uma apresentação destas! E vocês, o que acharam?!

Beijinhos e até o próximo post!!!

sábado, 7 de janeiro de 2012

Receitas - Massa de pizza simples e deliciosa!

Já falei aqui no blog que minha família é italiana né?! Por isso cresci comendo muita massa e eu simplesmente amo comida italiana!!! Minha avó materna, Alzira, faz pães como ninguém e me ensinou alguns truques para trabalhar com massa caseira.

Depois de casar eu já fiz algumas receitas de pães que ficaram ótimos, o maridão adorou e eu me senti a padeira, rsrsrs. Na quarta-feira passada ele disse que queria comer pizza, mas já estava enjoado dessas pizzas congeladas e de massa pronta também, além disso nossas últimas experiências em pizzarias não foram muito interessantes... então ele sugeriu que eu fizesse uma massa em casa. Dei uma olhada na internet em algumas receitas e encontrei uma super simples, fiz umas adaptações e o resultado ficou fantástico!!!


MASSA DE PIZZA SIMPLES E DELICIOSA

Ingredientes:

Massa:
> 500g de farinha de trigo (aproximadamente)
> 1 copo de água morna
> 10g de fermento biológico seco (1 envelope)
> 1/2 xícara (chá) de óleo
> 1 colher (sopa) de sal (não cheguei a usar uma colher cheia)
> 1 colher (café) de açúcar

Preparo:

Em uma tigela dissolva o fermento com a água morna. Acrescente o sal, o óleo, o açúcar e misture bem. Vá adicionando a farinha de trigo aos poucos, trabalhando com as mãos até obter uma massa lisa e homogênea. Eu não medi a quantidade de farinha que eu usei, mas foi algo em torno de 500g, se precisar de mais farinha para atingir o ponto é só acrescentar mais. O ideal é sovar bastante a massa, minha avó sempre disse que quanto mais a gente trabalha a massa, mais leve ela fica, então eu fiquei de 10 a 15 minutos sovando a massa, é para bater mesmo, pois isso é necessário para desenvolver o glúten. Se a massa ficar pegajosa é só adicionar mais farinha e amassar até formar uma massa lisa, leve e bem elástica. Deixe a massa descansar por 40 minutos, coberta com um pano úmido para não ressecar. Estique a massa, coloque nas fôrmas de pizza, cubra com os recheios da sua preferência e asse em forno médio/alto (200ºC) por 15 a 20 minutos. No meu caso eu tirei do forno quando as bordas começaram a ficar douradas, porque o Estevão prefere a massa mais macia. Essa receita me rendeu 3 pizzas finas de tamanho médio.

Receita original: Cyber Cook

Curiosidade: O glúten é uma substância elástica de cor amarelada formada quando a farinha de trigo entra em contato com a água, isso ocorre devido à presença de algumas proteínas específicas existentes nos cereais e sua a função é aprisionar o gás carbônico proveniente da fermentação, o que faz com que a massa cresça, além de conferir elasticidade a mesma.

Sugestões de recheios:

Dos 3 discos de pizza nós assamos 2! Um deles recebeu molho de tomate, muçarela (sim, é com "Ç") ralada, rodelas de tomate, manjericão fresco (da nossa horta), azeite e orégano, ficou um espetáculo! O outro disco recebeu molho de tomate, muçarela ralada, presunto em tirinhas, rodelas de tomate e cebola, azeitonas verdes, ovos cozidos em pedaços e orégano. Essa última foi a preferida do maridão que a apelidou de Michelangelo (lembra das tartarugas ninjas?! Então...rsrs).

Outra curiosidade: Todas as palavras italianas escritas com dois Zs quando traduzidas para o português têm o "zz" substituído por "ç", por exemplo, a palavra piazza deu origem à palavra praça, e pelo mesmo motivo a palavra mozzarella deve ser escrita em português muçarela e não mussarela.




Que tal preparar uma pizza este fim de semana?! Use sua criatividade, escolha seu recheio preferido e mãos à obra, ou melhor, mãos à massa! Buon Appetito!!!

Beijinhos e até o próximo post!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Candelabro de jardim feito em casa!!!

Reciclar é preciso, e está em alta! É cada vez mais comum encontrar tutoriais na internet com ideias super interessantes de como reaproveitar elementos do nosso dia a dia que normalmente seriam jogados fora, e que passam a ser empregados para criar itens incríveis de decoração!

Quem tem jardim em casa vai amar esta ideia! Que tal um candelabro feito com velas e materiais recicláveis para criar um perfeito ambiente eco-chique para aquele jantarzinho especial?! E que tal incluir esta peça na decoração de um casamento realizado ao ar livre?!




Você vai precisar de:

> Pequenos frascos de vidro (10-12 frascos)
> Ganchos em formato de "S" (você vai precisar de um gancho grande e vários ganchos menores)
> Fios de arame de calibre grosso
> Fios de arame de calibre fino
> Grade de arrefecimento
> Corrente de contas (bolinhas)
> Pedrinhas ou areia
> Velas
> Alicate e/ou tesoura



A. Comece lavando e secando todos os frascos.

B. Vire a grade de arrefecimento ao contrário. No centro cruze dois pedaços de arame de calibre grosso e prenda suas extremidades na grade torcendo-as.

C. No ponto em que os dois fios se cruzam prenda o gancho "S" maior, torcendo-o com o arame. Certifique-se de que os comprimentos dos fios são iguais, para que o candelabro fique nivelado quando for pendurado.


D. Enrole os pedaços de arame mais fino ao redor do topo de todos os frascos de vidro, dando 3 ou 4 voltas, em seguida arremate torcendo as extremidades do arame para ficar bem firme.


E. Usando um alicate ou tesoura, corte diferentes comprimentos da corrente de contas. O comprimento de cada pedaço cortado deve ser o dobro do comprimento desejado para pendurar cada frasco a partir do topo do candelabro. Neste ponto você deve pensar na maneira como quer pendurar os frascos, se aleatoriamente ou formando um padrão, como uma espiral ou círculos concêntricos.

F. Passe as extremidades da corrente de contas por dentro do arame fino em dois dos lados do frasco. Una as extremidades com um grampo de metal ou um pequeno pedaço de arame torcido. No final você terá uma alça dupla.



G. Preencha o fundo do frasco com areia ou pedrinhas, dessa forma os frascos terão seus pesos nivelados quando você pendurá-los. Adicione as velas, posicionando-as sobre as pedrinhas.



H. Depois de selecionar um local para o lustre pendure a grade de arrefecimento. Comece a pendurar os frascos com as velas usando os ganchos "S" menores. Pendure os frascos no padrão que você escolher, tomando o cuidado para balancear o peso.


I. Pouco antes de seus convidados chegarem, acenda as velas.


Agora é só aproveitar a noite com um ambiente encantador criado por seu candelabro "eco-friendly"!!!



Bjs e até o próximo post!